quarta-feira, 5 de julho de 2017

XIII Colóquio da Escola Pública

XIII Colóquio da Escola Pública: A importância da escola para a construção do patrimônio do saber: o delineamento de uma trajetória de vida como consequência da escolaridade

Encontrar vários colegas que fizeram parte da vida de cada um, encontrar os velhos professores e funcionários da escola, voltar ao passado, pensar no presente e no futuro. Com a presença de vários ex-alunos, o Zaca realizou o XIII Colóquio da Escola Pública para discutir a importância da escola na construção do saber de cada um.

O colóquio deste ano, tinha como principal objetivo escutar os alunos que já saíram da escola, a suas sequências nos estudos e o que estavam fazendo de suas vidas.


Na primeira parte, os participantes reuniram-se em grupos para conversar um pouco e, em seguida, no pátio, fizeram um pequeno resumo sobre esta conversa. Veja no vídeo abaixo:



Em seguida, a mesa foi composta por ex-alunos que relataram sobre os momentos e a importância dos estudos e da escola Zacaria.

Dentre as diversas falas se destacaram as boas lembranças que tiveram durante o tempo que passaram a escola, que a relação que existe entre todos é harmoniosa e a preocupação de cada um em fazer o melhor para cada aluno, mas que muitos só percebiam disto após saírem da  escola.



Vejam os depoimentos:



Alice Fernandes (Aluna do EJA / 85 Anos)                          Alex (ex-aluno)
                
              Aline Magna Vieira (ex-aluna)               Bianca Guedes (ex-aluna)

Felipe Morais (ex-aluno)          Francisco Lucio De Lacerda (ex-aluno)

              Luan Nascimento (ex-aluno)                Niza Carolina Nunes (ex-aluna)

Rafael (ex-aluno)                     Renato Destro (ex-aluno)

             Weder Junior (ex-aluno)                          Yanne Mendonça (ex-aluna)




O ex-aluno Luan Nascimento escreveu um poema para homenagear o colóquio: 

Fábrica de gente

Se saudade matasse, 
Já estaria morto faz tempo. 
Uma saudade tenho desse lugar, 
Me tornei gente aqui dentro. 

Isso é mais que um lugar, 
Mais que um ambiente escolar. 
Aqui é diferente, 
Aqui é fábrica de gente. 

Onde o jardim é mais florido, 
Onde todo trabalho retorno se vê.
Onde tristeza é proibido, 
Não existe posição de professor ou aluno, todos tem o direito de pensar e dizer. 

Hoje, a diferença eu vejo, 
Deste lugar a outros comparado.
Voltar para aqui, é o meu desejo, 
Só que infelizmente, a minha vez já foi, ficou no passado. 

Mas pra quem fica, 
Um recado pra vocês:
é o que eu digo, valoriza, 
Pra não perder a sua vez. 

Escola que parece casa? 
Essa daqui é uma raridade. 
Onde você vai, todo mundo fala:
Essa escola aí, é a melhor dá cidade.

Se eu falasse todas as qualidades desta escola, 
Este poema não acabaria. 
Aqui, construí meus pensamentos, minha história, 
O nome desta escola é Zacaria.


Foi uma tarde de sábado com vários depoimentos que emocionaram a todos.


Cobertura: Imprensa Jovem do Zaca
DRE - Campo Limpo





segunda-feira, 3 de julho de 2017

Festa Junina do Zaca - 2017

Junho ... tempo de festas por todo o país, por todas as escolas ...  Festa Junina é esperada por todos...

No mês de junho existe uma grande expectativa com a Festa Junina do Zaca. Este ano não seria diferente. Bandeirinhas por toda a escola, ensaio para as danças e preparação para receber os convidados com muita alegria.

Nos dias que antecederam a festa as salas se esforçaram muito para ganhar a gincana de prendas, colaborando com diversos alimentos. Na festa junina.

Chegou o dia da festa (10 de junho), um dia lindo, com o sol brilhando durante o dia todo. As barracas enfeitadas e a meninada pronta para suas danças.

Diversas danças chamaram a atenção pela criatividade. A banda marcial da escola iniciou a apresentação com os músicos caracterizados para a festa. Com remix de alguns grupos ou apresentações resgatando algumas tradições da festa junina. Também tivermos a presença de um grupo de maracatu, que realizou uma linda apresentação.

Nas apresentações, os pais estavam com suas máquinas ou celulares registrando cada detalhe da dança.


As brincadeiras são esperadas por todos. E a contagem das sementes da abóbora. Todos queriam ganhar. A abóbora era gigantesca e, com ajuda de diversas pessoas, contaram 415 sementes.


Assim foi a Festa Junina do Zaca 2017, com diversas comidas e bebidas (estavam deliciosas!!!), muita brincadeira nas barracas e dança para todos os gostos.

Fica o agradecimento para todos os alunos, seus familiares, ex-alunos, a comunidade... Uma festa de sucesso com a presença de todos!


Agora, só no ano que vem. Esperamos por vocês!!


Cobertura: Imprensa Jovem do Zaca
DRE - Campo Limpo